Teatro das Oprimidas realiza Maratona Cultural do Piscinão

O projeto Teatro das Oprimidas promove de 18 a 21 de outubro a Maratona Cultural do Piscinão, realizada em Ramos no conjunto de favelas da Maré. A maratona conta com uma série de atividades culturais gratuitas em parceria com o Centro Municipal de Saúde Américo Veloso.

Por Gabriel Horsth – Centro de Teatro do Oprimido, Rio de Janeiro
14/10/2021 – 15:00

O projeto Teatro das Oprimidas promove de 18 a 21 de outubro a Maratona Cultural do Piscinão, realizada em Ramos no conjunto de favelas da Maré. A maratona conta com uma série de atividades culturais gratuitas em parceria com o Centro Municipal de Saúde Américo Veloso, com o patrocínio da Petrobras através da Lei de Incentivo à Cultura do RJ. A programação começa sempre às 14h na sede do CMS Américo Veloso e participam grupos teatrais diversos ligados ao Centro de Teatro do Oprimido. A maratona aborda a temática LGBTQIA+, migrações, questões raciais e de gênero. Todas as atividades são gratuitas e respeitam as normas de segurança da OMS contra a COVID-19.

As atividades iniciam no dia 18 de outubro com os coletivos teatrais MaréMoTO e Pantera, da Maré. A exposição de Matheus Affonso e Kamila Camillo, Toda Forma de Amar, que retrata 16 casais LGBT que vivem na Maré, abre a maratona cultural que conta com vídeos performances de artistas negros LGBT de favelas e finaliza com a performance “Eu Existo!” do MaréMoTO. A performance é resultado de uma investigação teatral que retrata as diversas opressões psicológicas que corpos favelados, pretos e LGBTQIA+, sofrem; mas, também, reivindicam o direito de ser quem são.

No dia 19 de outubro o grupo Cor do Brasil apresenta a performance Suspeito, que aborda as diferentes formas de genocídio da população negra no Brasil. Uma oficina de sensibilização em Teatro do Oprimido é oferecida para o público em geral, as inscrições devem ser realizadas até 1 hora antes da oficina com possibilidade de lotação. A programação conta ainda com performance e um bate-papo sobre migrações com o Coletivo Magdas Migram, composto por mulheres migrantes de diferentes países do Sul Global que moram no Rio de Janeiro.

Os grupos Ponto Chic, Marias do Brasil e Pirei na Cenna segue com a Maratona Cultural do Piscinão, no dia 20 de outubro, com vídeos-performances criados no laboratório CriaDasOprimidas, performance artística e a peça de Teatro-Fórum “Doidinho para Trabalhar, Pirei na Cenna”, que retrata os desafios que usuários de saúde mental enfrentam no mercado de trabalho. No dia 21 a ação é finalizada com uma contação de história no Zoom sobre a história do CTO e o Outubro Rosa.

O evento segue respeitando as normas de segurança da OMS contra COVID-19, com limite de 30 pessoas por sessão com uso de máscara e álcool em gel constantemente. As ações acontecem por meio do projeto Teatro das Oprimidas do CTO com o patrocínio da Petrobras e da Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

PROGRAMAÇÃO – MARATONA CULTURAL PISCINÃO

Data: 18 de outubro
14h Exposição:
Toda Forma de Amar, de Matheus Affonso e Kamila Camillo
14h20 Vídeos-performances:
Larissa Lima (dança contemporânea)
Os Ventos da Orixá, Caju Bezerra (contação de história)
Deixa a Gira Girar, House of Cazul (vogue)
Eu Existo, MaréMoTO
15h Roda de conversa:
Arte LGBTQIA+
15h40 Performance:
Eu Existo, MaréMoTO
15h50 Atividade estética:
Como você existe? (fotografia)

Data: 19 de outubro
14h Performance:
Suspeito, Cor do Brasil
14h15 Oficina:
Sensibilização em Teatro do Oprimido
15h45 Vídeo:
Magdas Migram entrevistam Bárbara Santos
16h Bate papo:
Teatro das Oprimidas: migrações
16h40 Performance:
Nosostra, Teatro das Oprimidas

Data: 20 de outubro
14h Performance:
Se a Favela é Suspeita o Estado é Culpado, Ponto Chic
14h10 Performance:
Vida de Escravidão, Marias do Brasil
14h20 Vídeo-performance:
Vozes da Favela, CriaDasOprimidas
Julho Negra, CriaDasOprimidas
15h Peça teatral:
Doidinho para Trabalhar, Pirei na Cenna

Data: 21 de outubro
15h Contação de história via Zoom:
A trajetória do CTO
15h Contação de história via Zoom:
Outubro Rosa

Maratona Cultural do Piscinão
Quando: 18 a 21 de outubro
Local: CMS Posto Américo Veloso
Endereço: Rua Gerson Ferreira, 100 – Ramos, Rio de Janeiro – Piscinão
Link contação de história:
https://us02web.zoom.us/j/89666077691?pwd=ZTI3ZlErYTIvNXFUaHQxVFFLZEtXUT09
ENTRADA FRANCA

SE GOSTOU DO CONTEÚDO, COMPARTILHE!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Teatro das Oprimidas

Teatro das Oprimidas realiza Maratona Cultural do Piscinão

O projeto Teatro das Oprimidas promove de 18 a 21 de outubro a Maratona Cultural do Piscinão, realizada em Ramos no conjunto de favelas da Maré. A maratona conta com uma série de atividades culturais gratuitas em parceria com o Centro Municipal de Saúde Américo Veloso.

Leia mais »
Parcerias

Centro de Cidadania LGBT Gilmara Cunha

A Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDSODH), através do Programa Rio Sem LGBTIfobia e em parceria com o Grupo Conexão G, inaugura o primeiro centro de cidadania LGBT em uma favela, o Centro de Cidadania LGBT Gilmara Cunha – Capital III, na Maré.

Leia mais »