Os cursos e oficinas de Teatro do Oprimido são realizados através de temas ou técnicas específicas que podem ser feitos sequencialmente ou de forma independente, já que cada um possui uma estrutura própria. A cada experiência os participantes têm a oportunidade de, usando meios estéticos, expressar e entender o mundo em que vivem, criando alternativas para transformá-lo.

 

Os cursos e oficinas oferecidos pelo Centro de Teatro do Oprimido (CTO) também é uma forma de fornecer subsídios financeiros para garantir a manutenção e preservação da sede do CTO, e assim, continuar contribuindo e fomentando o método para pessoas de todo o mundo. Qualquer instituição, grupo, profissional e/ou artista pode solicitar orçamento ao CTO para multiplicação de cursos e oficinas em qualquer lugar do país ou do mundo. Basta encaminhar um e-mail para cursosctorio@gmail.com ou ligar para (21) 2215-0503 e 2232-5826. 

AGENDA ANUAL 2020

JANEIRO

Cursos de Férias do CTO

Os Jogos e Exercícios no Teatro do Oprimido

Curingas: Maria Izabel Monteiro e Marcela Farfan Recchia

Data: 20 e 21 de janeiro (seg e ter)

Horário: 17h às 22h

Carga horária: 10 horas

Valor: R$ 300,00

Introdução ao Teatro do Oprimido

Curingas: Eloana Gentil e Gabriel Horsth

Data: 22 a 24 de janeiro (qua a sex)

Horário: 17h às 22h

Carga horária: 15 horas

Valor: R$ 300,00

Introdução ao Teatro do Invisível

Curingas: Helen Sarapeck e Monique Rodrigues

Data: 27 a 29 de janeiro (seg a qua)

Horário: 17h às 22h

Carga horária: 15 horas

Valor: R$ 300,00

MARÇO

Curso Complementar

Teatro do Oprimido: Um Aliado da Prática Pedagógica

Curinga: Helen Sarapeck

Data: 13 e 14 de março (sex e sáb)

Horário: 14h às 21h (sex) | 10h às 19h (sáb)

Carga horária: 15 horas

Valor: R$ 350,00

ABRIL

Laboratórios

Da Invasão do Cérebro à Narrativa Corporal Antirracista

Curinga: Claudia Simone

Preparação corporal cênica: Eliete Miranda

Data: 13 a 15 de abril (seg a qua)

Horário: 17h às 22h

Carga horária: 15 horas

Valor: R$ 300,00

Magdalena – Teatro das Oprimidas

Curingas: Eloanah Gentil e Manu Marinho

Data: 16 a 18 de abril (qui a sáb)

Horário: 17h às 21h (qui e sex) | 10h às 17h (sáb)

Carga horária: 15 horas

Valor: R$ 300,00

Poéticas, Estéticas e (R)Existências Negras

Curinga: Claudia Simone

Facilitadora: Simone Ricco

Data: 28 a 30 de abril (ter a qui)

Horário: 18h às 21h

Carga horária: 9 horas

Valor: R$ 200,00

MAIO

Laboratórios

 

 

Estética Feminista: Da Opressão que me Habita à Expressão que me Ativa!

Curinga: Claudia Simone

Data: 08 e 09 de maio (sex e sáb)

Horário: 14h às 21h (sex) | 10h às 18h (sáb)

Carga horária: 15 horas

Valor: R$ 400,00

 

 

Teatro do Oprimido e Saúde Mental: Uma Abordagem Antimanicomial

Curinga: Claudia Simone

Data: 16 e 17 de maio (sáb e dom)

Horário: 10h às 18h

Carga horária: 15 horas

Valor: R$ 400,00

 

JUNHO

Maratona Especial de Férias

Introdução ao Teatro-Fórum

Curingas: a definir

Data: 13 a 15 de julho (seg a qua)

Horário: 17h às 22h

Carga horária: 15 horas

Valor: R$ 300,00

 

Introdução a Estética do Oprimido

Curingas: a definir

Data: 16 a 18 de julho (qui a sáb)

Horário: 17h às 21h (qui e sex) | 10h às 17h (sáb)

Carga horária: 15 horas

Valor: R$ 300,00

 

Aprofundamento: A Multiplicação: O Papel do Curinga

Curingas: a definir

Data: 20 a 25 de julho (seg a sáb)

Horário: integral

Carga horária: 45 horas

Valor: R$ 800,00

 

 

Descontos especiais:

1 introdução + aprofundamento: R$1.000,00

2 introdução + aprofundamento: R$1.200,00

OUTUBRO

As Demais Copas da Árvore: Os Arsenais do Exílio

Introdução ao Teatro do Oprimido

Curingas: a definir

Data: 19 e 21 de outubro (seg a qua)

Horário: 17h às 22h

Carga horária: 15 horas

Valor: R$ 300,00

 

 

Introdução ao Teatro Jornal

Curingas: Eloana Gentil e Gabriel Horsth

Data: 22 a 24 de outubro (qui a sáb)

Horário: 17h às 21h (qui e sex) | 10h às 17h (sáb)

Carga horária: 15 horas

Valor: R$ 300,00

 

 

Introdução ao Arco-Íris do Desejo

Curingas: a definir

Data: 26 a 30 de outubro (seg a sex)

Horário: 17h às 21h

Carga horária: 20 horas

Valor: R$ 600,00

 

CONTEÚDOS/DESCRIÇÕES

Os Jogos e Exercícios no Teatro do Oprimido

Experimentação prática de jogos e exercícios do arsenal do Teatro do Oprimido. indicado a quem trabalha com coletivos de qualquer idade na área da educação, saúde e afins e busca o conhecimento de jogos e exercícios de fácil aplicabilidade.

Introdução ao Teatro do Oprimido

Apresentação dos princípios básicos da teoria do Teatro do Oprimido e a experimentação prática do método, através de jogos e exercícios do arsenal e da Estética do Oprimido, além da criação de uma cena de Teatro Fórum. indicado para quem quer conhecer o Teatro do Oprimido.

Introdução ao Teatro Invisível

Uma opressão real do cotidiano será o foco para a construção de uma cena, que será apresentada em um espaço público, sem que se identifique como evento teatral. Desta forma, os espectadores são reais participantes, reagindo e opinando espontaneamente à discussão provocada pela encenação. indicado para quem deseja experimentar esta técnica, discutir e transformar a realidade com uma ação concreta.

Introdução ao Teatro-Fórum

Experimentação teórica e prática da técnica do Teatro-Fórum, em que uma cena é construída a partir de um problema real, na qual opressor e oprimido entram em conflito na defesa de seus respectivos desejos e interesses. No final da apresentação, a plateia é convidada a entrar em cena e propor alternativas ao problema apresentado.

Introdução à Estética do Oprimido

Apresentação dos alicerces teóricos e experimentação prática da Estética do Oprimido. A Estética do Teatro do Oprimido visa promover a expansão estética e intelectual dos praticantes de Teatro do Oprimido, que serão estimulados, através de meios estéticos, a expandir sua capacidade de compreensão do mundo e as possibilidades de transmitirem a outros os conhecimentos adquiridos, descobertos, inventados ou reinventados.

Introdução ao Teatro Jornal

A proposta visa fazer um percurso por algumas técnicas de Teatro Jornal, analisar sua utilização na discussão das notícias que são veiculadas nos meios de comunicação, expondo as manipulações e desmistificando a aparente imparcialidade, exercitando assim nosso cérebro e corpo para uma releitura dessas notícias, estimulando a criação de uma nova estética, a favor dos oprimidos e das oprimidas.

Introdução ao Arco-Íris do Desejo

A proposta da oficina é realizar uma trajetória investigativa a partir das técnicas mais introspectivas do Teatro do Oprimido reunidas no Arco-Íris do Desejo para entender as repercussões sociais do processo de internalização da ideologia dos opressores. Ao se compreender que as opressões internalizadas tiveram e guardam íntima relação com a vida social, ampliam-se as chances de superá-las.

Aprofundamento: A Multiplicação: O Papel do Curinga

Discussão sobre o papel do curinga no Teatro do Oprimido através de: oficina teórica e prática, vivência com grupos populares, exibição e debate de vídeos e palestras. Indicado para quem já conhece e deseja aprofundar seu conhecimento no método.

Teatro do Oprimido: Um Aliado da Prática Pedagógica

Experimentação teórico-prática na metodologia do Teatro do Oprimido. apresentando e ampliando o conhecimento sobre o método a partir de suas possibilidades de aplicação na discussão de temas e construção de cenas através do arsenal de exercícios, jogos e técnicas, como a Estética do Oprimido, Teatro-Jornal e Teatro-Fórum. indicado para quem deseja usar o método como instrumento no debate crítico em espaços da educação formal e não-formal.

Poéticas, Estéticas e (R)Existências Negras

Um convite para conhecer e dialogar com a criação poética de algumas das muitas autoras negras presentes na construção da literatura brasileira, (re)conectando as participantes a essas performances poéticas, desconhecidas por muitos, que inserem e asseguram temáticas e estéticas negras na produção literária nacional. Por meio de um percurso investigativo através do Teatro das Oprimidas, as criações literárias produzidas, serão metaforizadas em performances estéticas individuais ou coletivas, que promovem a imersão em escritas poéticas e a ocupação do espaço cênico por mulheres negras. Dando visibilidade a Estéticas negras libertárias que existem e resistem.

Da Invasão do Cérebro à Narrativa Corporal Antirracista

A proposta pedagógica é alicerçada na importância dos gestos e dos movimentos como construtores de narrativas/ações contra a opressão. Baseia-se na aliança estética entre Dança e Teatro das Oprimidas, estimulando a investigação da corporeidade por intermédio da memória, de noções de movimentação em dança-afro, para composição e exploração dos impactos dos mecanismos de opressão sobre o corpo negro em seu cotidiano e sociabilidade. Busca-se compreender as possíveis ligações entre invasão do cérebro por ideologias racistas e memória, identificar opressões internalizadas para visualizá-las em narrativas corporais, revelar o que nos aprisiona em nossa subjetividade e buscar alternativas diante dessas descobertas. Nessa luta constante pela liberdade, oferecer a possibilidade de vivenciar um percurso investigativo que coloca em consonância algumas técnicas do Arco-íris do Desejo, Teatro das Oprimidas e a luta antirracista.

Estética Feminista: Da Opressão que me Habita à Expressão que me Ativa!

Processo baseado na técnica “A opressão que me Habita”, cujo objetivo é a metaforização das violências psicológicas para elaboração de alternativas de libertação, resistência e construção de uma vida saudável. Claudia Simone e Severine Houpin, que desenvolveram a iniciativa, se inspiraram nos percursos investigativos do Laboratório Madalena – Teatro das Oprimidas e nas técnicas “escultura de mulher” e o Arco-íris do Desejo. A partir da identificação de opressões internalizadas, busca-se compreender o sentido e o impacto de um processo de socialização cujo objetivo é a construção de um “ser mulher”, que seja socialmente reconhecida como tal. Para dar visibilidade a essas opressões, representamos sensações, percepções e emoções, por diversos meios estéticos, para revelar o que nos aprisiona em nossa subjetividade e buscar alternativas diante dessas descobertas.

Poéticas, Estéticas e (R)Existências Negras

Um convite para conhecer e dialogar com a criação poética de algumas das muitas autoras negras presentes na construção da literatura brasileira, (re)conectando as participantes a essas performances poéticas, desconhecidas por muitos, que inserem e asseguram temáticas e estéticas negras na produção literária nacional. Por meio de um percurso investigativo através do Teatro das Oprimidas, as criações literárias produzidas, serão metaforizadas em performances estéticas individuais ou coletivas, que promovem a imersão em escritas poéticas e a ocupação do espaço cênico por mulheres negras. Dando visibilidade a Estéticas negras libertárias que existem e resistem.

Magdalena – Teatro das Oprimidas

Experimentação teórico-prática de um processo estético-investigativo que valoriza a perspectiva subjetiva dos problemas para explicitar a complexidade das personagens e das situações vividas por estas e, ao mesmo tempo, prioriza a contextualização do problema para revelar os mecanismos de opressão. Trata – se de uma metodologia de trabalho que surgiu dentro de outra metodologia – o Teatro do Oprimido.

Teatro do Oprimido e Saúde Mental: Uma Abordagem Antimanicomial

Teoria e prática da metodologia do Teatro do Oprimido no campo da Saúde Mental, para quem deseja lutar por uma práxis libertadora nos diversos espaços de cuidado, com e para os portadores de sofrimento psíquico. O curso pretende focar nas múltiplas possibilidades de utilização da Estética do Oprimido, da técnica de Teatro-Imagem e Teatro-Fórum para ampliar e fortalecer a luta antimanicomial pautada nas questões de gênero, raça e classe.

 

Descontos/Condição

Multiplicador de Teatro do Oprimido

10%

Professor

10%

Estudante de Colégios Estaduais e Municipais

15%

Graduado ou Pós Graduado de Baixa Renda

15%

Idosos Acima de 65 Anos

50%

Exceção

Em casos de pacotes especiais, onde o desconto já é incluso automaticamente para qualquer participante, não se faz presente as condições acima.

 

Política de Inclusão

Bolsistas

Funcionários da Secretaria Municipal de Cultural do Rio de Janeiro

Funcionários da Secretaria Estadual de Cultural do Rio de Janeiro
Integrantes de grupos populares de Teatro do Oprimido associados ao CTO 

Pessoas de baixa renda oriundas de favelas, periferias e movimentos sociais

Interessados devem entrar em contato com o Centro de Teatro do Oprimido ou a coordenação dos cursos para verificar o número de vagas disponíveis. vagas limitadas.

Informações e inscrições

(21) 2215-0503 | (21) 2232-5826

cursosctorio@gmail.com

ENTRENAMIENTO TRAINING 2020

Theater of the Oppressed

Teatro del Oprimido

JULY/AUGUST

Special Holiday Marathon for English Speakers

Deepening in Theater of the Oppressed

Curinga: Geo Britto

July 4 – August 2, 2020

UC Undergrads: $ 5,700

UC Grad Students: $ 6,200

Visiting Students: $ 6,200

Information and registration: ieo.ucla.edu/travelstudy/wac-rio

 

Spend your summer at the Center for Theater of the Oppressed (CTO) learning about their ongoing projects in Rio de Janeiro and the methodology now used around the world for social action through theater. T.O. invites people to become “spect-actors,” capable of taking action and using theater as a rehearsal space for social transformation. Theater of the Oppressed has been an important instrument in the fight against oppression, the mobilization of social resistance, as well as the creation of new laws.

During the UCLA-CTO program, you will meet the Groups of Theater of the Oppressed (GTO’s) that work in various locations with a wide range of issues, such as domestic workers fighting against sexism and for union worker’s rights (Marias do Brasil), mental health patients fighting against stigma and discrimination (Pirei na Cenna), black artist-activists fighting against racism (Cor do Brasil) and youth from favelas (slums) dealing with varying issues.

During the program, participants will also partake in a T.O. intensive, having the opportunity to experiment with and apply the methodologies they are learning about.

Alongside T.O. training, students will have the option to either learn about Brazilian dance in depth, or study a range of Brazilian art forms such as poetry, music, visual art, etc.

JULIO/AGOSTO

Curso en Castellano

 

Profundización en Teatro del Oprimido

Curinga: Marcela Farfan Recchia

Del dia 24 de julio al 02 de agosto de 2020

Valor: R$ 1.300,00

 

inscripción:

residenciainternacionalcto@gmail.com

La idea es tener un espacio de profundización de la metodología en castellano, posibilitando así la participación de personas de otras regiones del mundo que no hablan portugués o inglés, inclusive de quien viene de territorios donde el castellano es el segundo idioma (Chile, Bolivia, Perú, Barcelona, etc).

 

Pensamos que, a trvés del intercambio, l@s participantes podrán vivenciar otros processos de Teatro del Oprimido que se desarrollan en Río de Janeiro desde hace de 10 años o más. Y también que este encuentro plurinacional es un intercambio de experiencias entre participantes que vienen de otras tierras y activistas locales, y entre instituciones o colectivos, para fortalecer las Redes de lucha.

DECEMBER

International Training – Theatre of the Oppressed for English Speakers

Curinga: Geo Britto

december 7–18, 2020

Full time

Early Bird Price until September 30th: U$ 1.300,00

Regular Price: U$1.800,00

 

Information and registration:

ctoenglishtraining@gmail.com

In December CTO will hold a T.O. training specifically for English-speakers. The 2-week program will include an in-depth introduction to the methodology and rigorous facilitation training guided by veteran CTO jokers. The end goal of the program is for participants to be able to incorporate T.O. into their ongoing work back home as teachers, activists, artists and community organizers.




© Centro de Teatro do Oprimido (CTO) 1986 – 2020

Av Mem de Sá 31, Lapa – Rio de Janeiro | (21) 2232-5826| (21) 2215-0503 | (21) 9 9024-0316 | contato@ctorio.org.br

×
×

Carrinho